Rodrigo Baggio

rodrigo e favelaCDI / Brasil – www.cdi.org.br

Em uma época em que o uso do computador ainda era associado apenas a gente rica, Baggio já pensava na democratização do acesso e no potencial que essas máquinas têm para agregar, estimular e impulsionar conhecimento. À frente do Comitê de Democratização da Informática, há 16 anos, o empreendedor tem usado a tecnologia para enfrentar a pobreza, estimular o empreendedorismo e a cidadania e já impactou mais de 1,3 milhão de vidas nos 13 países em que atua e onde estão situados seus 821 CDIs Comunidade.

A ONG conquistou mais de 60 prêmios internacionais e é reconhecida hoje por organizações do porte da ONU, Unesco, Unicef, Fundação Ashoka, Fundação Avina, BID, Fórum Econômico Mundial e Clinton Global Initiative, entre diversas outras de renome. Baggio, seu criador e fundador, já foi apontado como um dos cem ”Young Global Leaders” (pelo Fórum Econômico Mundial);  foi considerado um dos 50 líderes latino-americanos que farão diferença no terceiro milênio (pela Time Magazine), e como uma das 10 personalidades no mundo escolhidas como “Principal Voices” no campo do desenvolvimento econômico (pela CNN, Time e Fortune), ao lado do Prêmio Nobel Muhammad Yunus e do professor e economista Jeffrey Sachs.

O que faz o CDI

O Centro de Democratização da Informática (CDI) é uma ONG cuja missão é transformar vidas e fortalecer comunidades de baixa renda por meio da utilização de tecnologias da informação e da comunicação. Sediada no Brasil, em 16 anos, impactou mais de 1,3 milhão de pessoas, entre crianças, jovens em situação de risco social, adultos e idosos.

Hoje são 821 CDIs em 13 países: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Equador, Inglaterra, Jordânia, Madri, México, Peru, Uruguai, Venezuela e EUA (onde está localizado um escritório de captação de recursos, network e divulgação). O CDI atua em comunidades de baixa renda, penitenciárias, instituições psiquiátricas, de atendimento a portadores de deficiência, aldeias indígenas e ribeirinhas, centros de ressocialização de jovens privados de liberdade, dentre outros locais.

O que Rodrigo Baggio diz em Quem se Importa

“Hoje o Planeta Terra é um carro em alta velocidade, rumo ao abismo. Nós não vivemos num mundo sustentável; nós precisamos desacelerar e mudar completamente a direção”.

“Em 93, eu tive um sonho e esse sonho redirecionou a minha vida. E nesse sonho eu vi jovens de baixa renda usando a tecnologia para refletir e para impactar e para transformar a realidade em que essas pessoas viviam”.

“O trabalho do CDI é muito mais do que ensinar tecnologia para as pessoas de baixa renda; o trabalho do CDI é sobre empoderar comunidades através da tecnologia”.